Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Saúde

Diante do colapso em Manaus, PGR investiga ministro da Saúde

A Procuradoria vai apurar se Eduardo Pazuello foi avisado com antecedência acerca da falta de oxigênio no estado

[Diante do colapso em Manaus, PGR investiga ministro da Saúde]
Foto : Isac Nóbrega/PR

Por Adele Robichez no dia 18 de Janeiro de 2021 ⋅ 14:00

A Procuradoria-Geral da República (PGR) abriu uma investigação preliminar para analisar o comportamento do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, diante do colapso do sistema de saúde no Amazonas.

Manaus sofre com uma grave crise sanitária, com o aumento de casos de coronavírus na capital e a falta de oxigênio nos hospitais, que causou um grande aumento no número de mortes.

A PGR pretende apurar se o ministro foi avisado com antecedência acerca dos problemas, como o estoque de oxigênio no estado. De acordo com um documento acessado pela TV Globo, Pazuello tem 15 dias para prestar informações.

"Solicito ao representando que envie, em até quinze dias, informações sobre o cumprimento, ou não, de medidas que são de competência do Ministério da Saúde", comunicou a Procuradoria. Ela explica que o pedido acontece "ante a notícia de que teria sido previamente avisado sobre a escassez crítica de oxigênio em Manaus por integrantes do governo do Amazonas e pela empresa que fornece o produto".

Um inquérito de investigação pode ser aberto pelo Supremo Tribunal Federal, caso sejam encontradas provas contra o ministro.

Notícias relacionadas