Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Saúde

MPF pede informações a Manaus em investigação de fraudes na vacinação

Após uma série de irregularidades e pessoas passando na frente do grupo prioritário, a vacinação no estado foi suspensa ontem (21), temporariamente, no Amazonas

[MPF pede informações a Manaus em investigação de fraudes na vacinação]
Foto : Fernando Vivas

Por Adele Robichez no dia 22 de Janeiro de 2021 ⋅ 11:00

O Ministério Público Federal (MPF) pediu ontem (21), à prefeitura de Manaus, informações para investigar supostas fraudes na distribuição de doses do primeiro lote de Coronavac para a imunização no Amazonas.

A gestão da capital amazonense teria que informar ao órgão quais profissionais de saúde foram vacinados, a escala de trabalho dos funcionários da UBS Nilton Lins em janeiro e todos os atendimentos realizados entre os dias 18 e 19 deste mês.

De acordo com o prefeito David Almeida (Avante), as informações já foram enviadas. "Nós entregamos a lista de todas as pessoas vacinadas, com CPF, todas as suas qualificações, qual a unidade de saúde que trabalha, qual a sua profissão, qual o seu envolvimento com o trabalho do combate à Covid-19", afirmou.

Após suspeita de desvios de vacinas, Manaus passou a ser investigada e a vacinação no estado foi suspensa temporariamente. De acordo com o governo, essa pausa tem como objetivo o replanejamento da prioridade da vacinação, devido a escassez de doses.

Notícias relacionadas