Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Saúde

Brasil deve receber 10,6 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 pela Covax ainda no 1º semestre

As doses seriam suficientes para a cobertura de 10% da população brasileira, o equivalente a cerca de 21 milhões de pessoas, considerando a aplicação de duas doses.

[Brasil deve receber 10,6 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 pela Covax ainda no 1º semestre]
Foto : Freepik

Por Stephanie Suerdieck no dia 03 de Fevereiro de 2021 ⋅ 17:03

O Brasil deve receber 10,6 milhões de doses da vacina contra covid-19 desenvolvida pela AstraZeneca com a Universidade de Oxford ainda no primeiro semestre deste ano. O anúncio foi feito hoje (3) pela aliança Covax Facility, iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) para garantir o acesso equitativo às vacinas em todo o mundo. Esse total seria suficiente para a cobertura de 10% da população brasileira, o equivalente a cerca de 21 milhões de pessoas, considerando a aplicação de duas doses.

A entrega das vacinas está programada para começar no final de fevereiro, mas deve acontecer de forma fracionada, segundo Covax. Isso porque o número anunciado é um indicativo de distribuição e depende de uma série de fatores, como disponibilidade das vacinas, lista de emergência da OMS, aceitação dos países e questões de logística.

A Covax é uma coalizão de mais de 150 países criada para impulsionar o desenvolvimento e a distribuição das vacinas contra a Covid-19, que o Brasil faz parte. Além disso, o governo federal também tem parceria com a Fiocruz (para a vacina de Oxford) e com o Instituto Butantan (com a CoronaVac). 

A aliança informou ainda que planeja entregar mais de 300 milhões de doses das vacinas da Pfizer/BioNTech e AstraZeneca/Oxford em todo o mundo no primeiro semestre.
 

Notícias relacionadas