Saúde

Cuba anuncia retirada de médicos do Brasil após eleição de Bolsonaro

Segundo o Ministério da Saúde cubano, questionamentos feitos pelo presidente eleito à qualificação dos médicos de Cuba e a exigência de revalidação de diplomas no Brasil foram fundamentais à decisão

[Cuba anuncia retirada de médicos do Brasil após eleição de Bolsonaro]
Foto : Karina Zambrana /ASCOM/MS

Por Matheus Simoni no dia 14 de Novembro de 2018 ⋅ 13:40

O governo de Cuba anunciou hoje (14) o fim do programa Mais Médicos no Brasil e a retirada dos profissionais de saúde do país. A medida ocorre após a eleição de Jair Bolsonaro para a Presidência da República. Segundo o Ministério da Saúde cubano, questionamentos feitos pelo presidente eleito à qualificação dos médicos de Cuba e a exigência de revalidação de diplomas no Brasil foram fundamentais à decisão.

Criado em 2013 durante o governo de Dilma Rousseff (PT), o programa teve como objetivo para ampliar o número desses profissionais no interior do país. Desde então, 20 mil profissionais atenderam a mais de 113 milhões de brasileiros. Pelas redes sociais, Bolsonaro confirmou a saída dos cubanos do programa. 

 

 

 

Notícias relacionadas