Saúde

Diretor da Opas diz que 'não há evidências para recomendar cloroquina e hidroxicloroquina contra a Covid-19'

Entidade é braço da OMS nas Américas; o diretor afirmou ainda que além de não ter benefícios comprovados contra o novo coronavírus, os medicamentos têm efeitos colaterais

[Diretor da Opas diz que 'não há evidências para recomendar cloroquina e hidroxicloroquina contra a Covid-19']
Foto : Marcelo Casal / Agência Brasil

Por Luciana Freire no dia 19 de Maio de 2020 ⋅ 14:20

O diretor do departamento de doenças comunicáveis da Opas, Marcos Espinal, afirmou hoje (19) que "não há evidências para recomendar cloroquina e hidroxicloroquina contra a Covid-19". A entidade que é braço da OMS nas Américas foi questionada sobre o uso do medicamento para a doença durante uma coletiva de imprensa virtual. A informação foi divulgada pelo G1.

"Não há evidências para recomendar cloroquina e hidroxicloroquina contra a Covid-19", afirmou. "Ainda não temos os resultados de testes clínicos que possam sugerir a eficácia desses dois medicamentos. Desde o começo, a Opas produziu uma revisão bastante sistemática. Acabamos de atualizar o documento, e não há evidência de que essas duas drogas sejam eficazes contra a Covid-19".

Espinal disse que "é uma questão de cada país decidir" sobre usar as substâncias contra a Covid-19, mesmo sem evidências científicas, mas destacou que, além de não ter benefícios comprovados contra o novo coronavírus, os medicamentos têm efeitos colaterais.

A Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) desaconselhou ontem (18), o uso das duas substâncias para tratar a Covid-19.

Notícias relacionadas