Saúde

Badaró diz ter certeza que Bahia já chegou ao 'ápice da pandemia'

Em entrevista à Rádio Metrópole, infectologista avaliou que tendência para as próximas semanas é de declínio da Covid-19 no estado

[Badaró diz ter certeza que Bahia já chegou ao 'ápice da pandemia']
Foto : Matheus Simoni/Metropress

Por Juliana Rodrigues no dia 10 de Julho de 2020 ⋅ 08:12

O infectologista e diretor médico do Hospital Espanhol, Roberto Badaró afirmou, hoje (10), em entrevista à Rádio Metrópole, que a Bahia já atingiu o ápice da pandemia de coronavírus e pode estar entrando em um momento de estabilidade, ou até mesmo redução do índice de infecções.

"Eu tenho certeza que já chegamos no ápice da pandemia. Quando você tem a divisão do número de casos novos pelos do dia anterior, e esse número tem tendência de subir, a epidemia está em ascensão. Se ele mantém-se estável, variando entre 1 e 2, já está na fase de estabilização. A gente já vê, nos gráficos desenhados aqui na Bahia, momentos de queda e dias de retorno. Então estamos numa fase, no meu entender, de decaimento da infecção. A minha medida mais importante desta epidemia é o meu consultório. Eu estava atendendo 40 doentes por dia, tinha que atender sábado e domingo, agora o número está caindo e está mais estavel, tenho atendido 25, 30. Então, está havendo uma queda e não tem dado mais objetivo do que a procura médica. Em mais ou menos um mês a gente vai estar entrando em um declínio da epidemia", afirmou.

Badaró acrescentou que essa tendência se reflete na abertura de leitos no Hospital Espanhol, unidade voltada para pacientes com Covid-19. "Íamos abrir mais 60 leitos no Espanhol, não vamos mais abrir porque não é necessário. Estamos com um número de vagas no suporte equilibrado. Acho que a epidemia chegou no topo e agora vai descer de maneira bem clara", afirmou.

Notícias relacionadas