Saúde

Sars CoV-2 é capaz de infectar tecido adiposo, aponta estudo da Unicamp

Essa seria uma das razões da maior evolução de casos graves de Covid-19 em obesos e idosos

[Sars CoV-2 é capaz de infectar tecido adiposo, aponta estudo da Unicamp]
Foto : Getty Images

Por Luciana Freire no dia 13 de Julho de 2020 ⋅ 16:20

Estudo coordenado por pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) sugere que o Sars CoV-2 é capaz de  infectar células adiposas humanas e de se manter em seu interior. Essa seria uma das razões da maior evolução de casos graves de Covid-19 em obesos e idosos. A informação foi divulgada pelo portal G1.

"Temos células adiposas espalhadas por todo o corpo e os obesos as têm em quantidade e tamanho ainda maior. Nossa hipótese é a de que o tecido adiposo serviria como um reservatório para o SARS-CoV-2", explica Marcelo Mori, professor do Instituto de Biologia (IB) e coordenador da pesquisa.

É importante ressaltar que o estudo ainda não foi publicado e deverá ser ampliado pelos pesquisadores. Outros fatores contribuem para maior suscetibilidade de casos graves em idosos e obesos, como o fato de serem mais acometidos por doenças crônicas, diabetes, hipertensão, por exemplo.

Notícias relacionadas