Segunda-feira, 04 de julho de 2022

São João Gilberto de Algarve

Em 10 de junho, João Gilberto faria 91 anos.

São João Gilberto de Algarve

Foto: Reprodução

Por: James Martins no dia 09 de junho de 2022 às 10:06

Amanhã, 10 de junho, João Gilberto faria 91 anos. Desde sua morte, paira sobre os fãs do pai da bossa nova a promessa de lançamento de vários trabalhos inéditos que ficaram travados pelos extremos cuidados que ele dedicava às suas coisas. Efetivamente, saiu em 2020 o blu-ray do show que ele fez em Tóquio em 2006 — com certeza um dos mais belos registros da performance do cantor. Pouco, porém, perto das perspectivas. A própria Claudia Faissol, ex-mulher de João, mãe de Luísa Carolina, filha caçula do baiano, aproximou-se dele para gravar vários de seus shows mundo afora. E gravou. Pois bem, onde está esse material? Certamente atolado em burocracias. Mas, enquanto a briga pelo espólio não se resolve, a informalidade das redes sociais fazem sua parte. Nunca esquecerei aquela manhã de janeiro do ano passado quando recebi de Silvana Moura o link para um áudio-vídeo do YouTube com João Gilberto cantando o samba-enredo “Caymmi Mostra Ao Mundo o Que a Bahia e a Mangueira Tem”, aquele do “tem xinxim e acarajé / tamborim e samba no pé”! A gravação foi feita na França em 1989 e caiu na rede graças ao pesquisador carioca Pedro Fontes. Uma delícia! Quem não ouviu, corra.

Pois agora o YT operou outro milagre: saiu no canal Bossa Nova Clube, do espanhol Carlos Anglada, um especial que a TV Portuguesa fez com João Gilberto em 1984, até então inédito no Brasil. E quando eu digo “com João Gilberto” é pra ser levado ao pé da letra. Não se trata de mais um especial sobre o cantor, mas com ele, em pessoa, fazendo poses pra câmera e tudo o mais. “João Gilberto em Portugal” é o título original do programa, que registra, de forma bastante peculiar, a passagem do artista pelo país. Para mim, que ano a ano faço a minha dezena em honra ao santo juazeirense de 1° a 10 de junho, trata-se de uma verdadeira epifania de São João Gilberto de Algarve. Nesta aparição, João canta ao ar livre, contracena com uma modelo que emula a “Garota de Ipanema”, visita monumentos históricos (com o curioso enfoque numa placa que o então governador de São Paulo, Paulo Maluf, dedica a Pedro Álvares Cabral!) e não se poupa de interagir com a câmera, mesmo que seja só para fingir naturalidade, andando para cá e para lá. “João Gilberto tem buscado a perfeição todo o tempo. E ele fez uma revolução na música brasileira”, diz Jorge Amado, em participação especial, após definir o conterrâneo como um gênio e um perfeccionista. “Um era o canto brasileiro antes que esse rapaz do sertão da Bahia, de Juazeiro, aparecesse no Rio de Janeiro, com seu violão, e transformasse esse canto, fizesse-o mais próximo, mais íntimo de cada brasileiro”, completa o escritor.

O vídeo começa com uma espécie de clipe em que se somam imagens turísticas de Portugal e de JG cantando e tocando. A música é “Uma Casa Portuguesa”, sucesso de Amália Rodrigues. Há um momento, porém, que supera tudo em emoção. É quando vemos frente a frente, lado a lado, João e Camões em seu túmulo, no Mosteiro dos Jerônimos, e um narrador recita os versos iniciais d’“Os Lusíadas”. O destino grandioso da Língua Portuguesa parece inevitável e até mesmo já realizado naquele instante. #TaNoYouTube
 

São João Gilberto de Algarve - Metro 1