Bahia

Jaques Wagner contesta policiais e nega que receba pensão como ex-governador

Nesta quinta-feira (16), o secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia, Jaques Wagner, declarou que "não recebe, nem sequer requisitou" qualquer benefício na condição de ex-governador do Estado da Bahia. A manifestação do petista ocorreu em razão da menção de seu nome na decisão que extinguiu o pagamento de pensão aos ex-governadores do estado. [Leia mais...]

[Jaques Wagner contesta policiais e nega que receba pensão como ex-governador]
Foto : Fotos Públicas

Por Yasmin Garrido no dia 16 de Fevereiro de 2017 ⋅ 15:34

Nesta quinta-feira (16), o secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia, Jaques Wagner, declarou que "não recebe, nem sequer requisitou" qualquer benefício na condição de ex-governador do Estado da Bahia. A manifestação do petista ocorreu em razão da menção de seu nome na decisão que extinguiu o pagamento de pensão aos ex-governadores do estado, publicada no Diário de Justiça na última quarta (15).

A ação popular que requereu a extinção dos benefícios pagos aos ex-governadores foi movida por Fábio Brito, secretário-geral da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra).

O juiz da 7ª Vara da Fazenda Pública, Glauco Dainese de Campos, decidiu a favor do reconhecimento do pedido da Aspra, sob pena de cometimento de crime de desobediência e multa pessoal diária ao servidor responsável pela exclusão da folha de pagamento.

Leia nota emitida por Jaques Waner à imprensa:

"O secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia, Jaques Wagner, repudia ação inconsistente da ASPRA, que levou a Justiça a erro, ao deferir suspensão de benefício que nunca foi pago.

Wagner esclarece que não recebe, nem sequer requisitou, benefícios, proventos ou qualquer vantagem dessa natureza oriunda da sua condição de ex-governador".

Notícias relacionadas