Bahia

Maestro diz que governo vai na contramão da 'triste política cultural' do país

O maestro Carlos Prazeres, um dos principais responsáveis pela manutenção da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba), parabenizou o governo Rui Costa pela iniciativa de publicizar a entidade, garantindo que ela seja administrada por uma Organização Social sem fins lucrativos. [Leia mais...]

[Maestro diz que governo vai na contramão da 'triste política cultural' do país]
Foto : Yasmin Garrido/Metropress

Por Matheus Simoni e Yasmin Garrido no dia 04 de Abril de 2017 ⋅ 15:26

O maestro Carlos Prazeres, um dos principais responsáveis pela manutenção da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba), parabenizou o governo Rui Costa pela iniciativa de publicizar a entidade, garantindo que ela seja administrada por uma Organização Social sem fins lucrativos. Durante a solenidade realizada no palco da sala principal do Teatro Castro Alves, no Campo Grande, músicos da orquestra fizeram uma breve apresentação.

O novo modelo de gestão adotado pelo governo permite que a OSBA possa expandir o seu corpo de músicos, gerir a instituição com mais agilidade, além de possibilitar a captação de recursos de forma mais veemente e proveitosa.

Para o maestro, a decisão da gestão estadual vai na contramão da política cultural do Brasil. \'Em nome de toda OSBA, queria agradecer a todos vocês, o governador Rui Costa, secretário Jorge Portugal, Fernanda Tourinho, Rose e Moacyr. Todos. Vocês estão indo heroicamente na contramão de uma triste política cultural deste país, de pessoas que pensam que tirando centavos da cultura, estão justificando uma suposta economia, logo quando tantos precisam da cultura. A cultura é um investimento\', disse ele. \'Nós vamos saber honrar esse voto de confiança\', finalizou Carlos Prazeres.

Notícias relacionadas

[Uneb abre inscrições para Vestibular 2020]
Bahia

Uneb abre inscrições para Vestibular 2020

Por Juliana Rodrigues no dia 14 de Outubro de 2019 ⋅ 12:20 em Bahia

Instituição oferece 6.321 vagas, sendo 4.021 vagas para cursos de graduação na modalidade presencial e 2.300 à distância