Bahia

Prefeito e presidente da Câmara da Aracatu devem exonerar 26 servidores por nepotismo

Gestores também não podem voltar a contratar parentes para cargos de confiança

[Prefeito e presidente da Câmara da Aracatu devem exonerar 26 servidores por nepotismo]
Foto : Divulgação

Por Juliana Almirante no dia 25 de Abril de 2019 ⋅ 15:40

O prefeito de Aracatu, Sérgio Silveira Maia, e o presidente da Câmara de Vereadores da cidade, Wilber Pinto Aguiar, firmaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público estadual (MP-BA) para a exoneração de 26 ocupantes de cargos públicos estão em situação de nepotismo.

O desligamento deve ocorrer em até 30 dias. Os gestores não vão poder nomear para cargos em comissão ou de confiança servidores que não sejam efetivos ou pessoas que sejam cônjuge, companheiro ou parente até terceiro grau do prefeito, vice-prefeito, secretários municipais, vereadores ou de servidores com cargos comissionados.

Dentre as pessoas que deverão ser exoneradas, estão a secretária de Ação Social, Roseane Andrade Maia; o secretário de Obras, Antônio Roberto Santos; e a coordenadora do Centro de Atenção Psicossocial (Caps), Renária Aguiar Maia.

Notícias relacionadas