Bahia

Fieb estima mais de 30 mil trabalhadores demitidos até o final de 2020

Demissões na Bahia são reflexo da crise provocada pela pandemia do coronavírus

[Fieb estima mais de 30 mil trabalhadores demitidos até o final de 2020]
Foto : Metro1

Por Cristiele França no dia 30 de Maio de 2020 ⋅ 16:05

Cálculos feitos pela Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb) apontam que mais  de 31 mil trabalhadores podem ser demitidos na Bahia em 2020, por causa da crise provocada pela pandemia da Covid-19. Com as demissões, o setor perde mais de R$ 3,5 bilhões.

Segundo pesquisa feita pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) na Bahia, com empresários das áreas do comércio, serviços, construção civil e agronegócio, aponta que 43% das empresas suspenderam as atividades comerciais.

As contas públicas também são atingidas e de acordo com o governo do estado, somente em maio, a receita com Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) foi R$ 900 milhões menor que o registrado no mesmo período de 2019. O governador Rui Costa criou uma comissão para avaliar os impactos da pandemia nos diversos setores e planejar como será a retomada dos negócios.

Notícias relacionadas