Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Brasil

Moro cita associação de Carlos Bolsonaro ao 'gabinete do ódio'

Ex-ministro da Justiça diz ter sido alvo de ataques pelo grupo antidemocrático em depoimento à PF

[Moro cita associação de Carlos Bolsonaro ao 'gabinete do ódio']
Foto : Marcelo Camargo / Agência Brasil

Por Adele Robichez no dia 27 de Novembro de 2020 ⋅ 13:00

O ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, afirmou em depoimento no último dia 12 à Polícia Federal que soube por ministros do Palácio do Planalto que o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) é envolvido com o "gabinete do ódio", grupo de assessores bolsonaristas nas redes sociais que ataca adversários do presidente da República com difamações. Inclusive, declarou que o atacaram após ter deixado o cargo de ministro do governo.

No inquérito sobre a organização de atos antidemocráticos, Moro informou que filho do presidente Jair Bolsonaro tem a ligação com o grupo comentada por ministros do Palácio do Planalto, que preferiu não citar nominalmente, e disse que eles poderiam dar maiores esclarecimentos à PF.

Notícias relacionadas