Terça-feira, 07 de dezembro de 2021

Brasil

Rodrigo Maia diz que há obstáculo técnico na demora para envio de insumo para vacina ao Brasil

Segundo Maia, embaixador chinês não falou em data para liberar o envio dos insumos

Rodrigo Maia diz que há obstáculo técnico na demora para envio de insumo para vacina ao Brasil

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por: Stephanie Suerdieck no dia 20 de janeiro de 2021 às 17:02

Após conversa com o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse hoje (20), em entrevista à Globo News, que não vê obstáculo político, mas sim técnico, na demora para envio ao Brasil de insumos chineses para a produção de vacinas contra a Covid-19. 

"Ele [embaixador chinês] abriu a conversa já relatando que, de forma nenhuma, haveria obstáculos políticos para a exportação dos insumos da China" afirmou Maia. “Ele disse que trabalha junto ao governo chinês para que a gente possa acelerar – a exportação no nosso caso – desses insumos para que possamos restabelecer logo a produção. Entendi a reunião como muito positiva”, completou o presidente da Câmara. Ainda de acordo com Maia, no entanto, na conversa o embaixador chinês não falou em data para liberar o envio dos insumos ao Brasil.

Ontem, (19), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) informou que a entrega da vacina de Oxford vai atrasar de fevereiro para março devido à demora na chegada do insumo farmacêutico ativo, que vem da China. Esse mesmo insumo é usado na fabricação da CoronaVac, produzida no Brasil pelo Instituto Butantan, em São Paulo. As vacinas CoronaVac e de Oxford são as únicas autorizadas até o momento pela Anvisa para uso emergencial no Brasil.

Rodrigo Maia diz que há obstáculo técnico na demora para envio de insumo para vacina ao Brasil - Metro 1