Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Brasil

Doria fará ato pró-imunização com três ex-presidentes, mas sem aplicar vacinas

Solenidade foi marcada para o aniversário da cidade de São Paulo, comemorado em 25 de janeiro

[Doria fará ato pró-imunização com três ex-presidentes, mas sem aplicar vacinas]
Foto : Governo do Estado de São Paulo

Por Juliana Rodrigues no dia 22 de Janeiro de 2021 ⋅ 10:00

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), pretende reunir três ex-presidentes da República em um ato em defesa da vacinação contra a Covid-19. A solenidade foi marcada para o aniversário da cidade de São Paulo, comemorado em 25 de janeiro.

Todos os ex-presidentes foram convidados. Segundo o governo estadual, Fernando Henrique Cardoso, Michel Temer e José Sarney aceitaram o convite. Já Fernando Colllor de Mello (PROS), Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff (PT) declinaram.

A ideia inicial era vacinar os ex-presidentes para marcar o início da imunização no estado, mas os planos mudaram. Alguns dos motivos que levaram à mudança foram o número restrito de vacinas disponíveis e a demora para a chegada dos insumos importados da China para a produção do Instituto Butantan. Além disso, havia o receio de que a vacinação dos ex-mandatários fosse vista como um privilégio.

A vacinação em São Paulo foi antecipada e começou no último domingo (17).

 

Notícias relacionadas