METROPOLE

Segunda-feira, 10 de maio de 2021

Brasil

Gabarito do Enem foi mudado porque tinha um erro, não por questão de racismo, diz presidente do Inep

Alexandre Lopes disse não poder comentar as questões; "O gabarito não foi mudado por questão de racismo. O que houve foi a correção do gabarito", afirmou ele

Gabarito do Enem foi mudado porque tinha um erro, não por questão de racismo, diz presidente do Inep

Foto: Gabriel Jabur/MEC

Por: Danielle Campos no dia 30 de janeiro de 2021 às 14:30

Após acusações de racismo em questões e mudanças no gabarito do Enem, o presidente do Inep, Alexandre Lopes, disse que a resposta do gabarito a uma pergunta que cita o livro "Americanah", da nigeriana Chimamanda Ngozi Adichi, foi alterada porque tinha um erro, não por haver "questão de racismo". As informações são do G1.

"Não comentamos as questões. O que houve foi uma remissão errada. O gabarito não foi mudado por questão de racismo. O que houve foi a correção do gabarito", afirmou Alexandre Lopes. 

A pergunta traz um trecho em que duas mulheres negras conversam em um salão de beleza, sobre alisamento de cabelo. A personagem é persuasiva não aprovando a ideia, pois gosta do seu cabelo natural, "como Deus o fez".

O Enem, então, questiona o que os argumentos da cliente representam. Professores apontam que a alternativa correta seria a "c": "revelam uma atitude de resistência", no entanto, na primeira divulgação, a alternativa do gabarito oficial do Enem apontava a opção "d" como certa: "demonstram uma postura de imaturidade". Depois, o gabarito foi corrigido para "c". O Inep disse que foi encontrada "uma inconsistência no material".

Outra alteração foi feita em uma questão que, de acordo com a resposta do gabarito oficial, afirmava que o Google associava nomes de pessoas negras a fichas criminais por causa da "linguagem", não por "preconceito".

O presidente do Inep reafirmou que a primeira opção apresentada como alternativa estava errada, e não poderia tecer comentários sobre um gabarito que estava errado. Lopes declarou que não quer "restringir a opinião de ninguém". "Houve um erro na divulgação do gabarito e foi corrigido. Uma vez corrigido está aberto à sociedade para discutir a questão e todos podem ter suas opiniões", pontuou ele.

TV METRO

Entrevistas

Francisco Hora Fontes

Em 10 de maio de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
Gabarito do Enem foi mudado porque tinha um erro, não por questão de racismo, diz presidente do Inep - Metro 1