Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Brasil

Ministério da Justiça dá prazo para operadoras explicarem vazamento de dados

Operadoras precisarão dar explicações em 15 dias; Claro, Oi, Tim e Vivo foram notificadas

[Ministério da Justiça dá prazo para operadoras explicarem vazamento de dados ]
Foto : Valter Campanato/Agência Brasil

Por Gabriel Amorim no dia 16 de Fevereiro de 2021 ⋅ 15:22

Órgão vinculado ao Ministério da Justiça, o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor, notificou as operadoras Claro, Oi, Tim e Vivo e para dar explicações sobre o vazamento de dados dos celulares Ao todo, segundo empresa especialista em segurança cibernética, 103 milhões de celulares tiveram seus dados afetados. O prazo para resposta das operadoras é de 15 dias.

O objetivo é identificar quem teve os dados acessados neste mês, quais informações foram obtidas e de que forma foram vazadas. Segundo as operadoras nenhum vazamento foi identificado. Todas afirmam estar colaborando com as autoridades.

A Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), órgão responsável por fiscalizar e editar normas previstas na Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), também informou que está apurando o vazamento dos dados. O vazamento de dados atingiu, inclusive, autoridades como o presidente Jair Bolsonaro.

 

Notícias relacionadas