METROPOLE

Sexta-feira, 14 de maio de 2021

Brasil

Butantan poderá produzir vacina sem depender da China a partir de dezembro

Para produção nacional acontecer é preciso concluir obra em fábrica, o que deve ocorrer em outubro

Butantan poderá produzir vacina sem depender da China a partir de dezembro

Foto: Itamar Aguiar/Palácio Piratini

Por: Gabriel Amorim no dia 23 de fevereiro de 2021 às 14:58

O Instituto Butantan deverá produzir a CoronaVac sem depender da China em dezembro desse ano. Por enquanto, o Instituto precisa que os chineses enviem a matéria-prima importada para produzir as doses. A produção completamente nacional do imunizante depende da conclusão da obra em uma fábrica, mas será possível ainda esse ano,  segundo informou o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), em coletiva de imprensa na sede do Instituto na manhã de hoje (23).

De acordo com o governador, a obra da fábrica que permitirá a produção nacional do imunizante, desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto, será finalizada em outubro. Depois disso, o espaço será aprovado para que a produção nacional dos imunizantes possa começar

“Nós temos aí dezenas de funcionários trabalhando em jornadas de dez horas por dia para colocar a fábrica em conclusão até o mês de outubro. Em outubro, novembro, e dezembro, as instalações dos equipamentos serão feitas e ainda em dezembro deste ano termos a primeira dose da vacina do Butantan 100% produzida no Brasil. E a partir de janeiro, em escala evolutiva, para a produção industrial da vacina”, disse o governador durante a coletiva.

 

TV METRO

Entrevistas

Alice Portugal

Em 14 de maio de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
Butantan poderá produzir vacina sem depender da China a partir de dezembro - Metro 1