Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Brasil

Procuradoria arquiva inquérito que investiga Weintraub por suposto racismo contra chineses

Polícia Federal conclui que não há elementos para indiciar o ex-ministro

[Procuradoria arquiva inquérito que investiga Weintraub por suposto racismo contra chineses]
Foto : Marcos Corrêa/PR

Por Luciana Freire no dia 24 de Fevereiro de 2021 ⋅ 16:40

A Procuradoria da República no Distrito Federal arquivou o inquérito contra o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, por suposto crime de racismo. A decisão ocorre após a Polícia Federal concluir que não havia elementos para indiciar o ex-ministro.

O inquérito foi aberto em abril de 2020 após Weintraub insinuar em uma rede social que a China poderia se beneficiar, de propósito, da crise mundial provocada pelo coronavírus:

"Geopolíticamente [sic], quem podeLá saiL foLtalecido, em teLmos Lelativos, dessa cLise mundial? PodeLia seL o Cebolinha? Quem são os aliados no BLasil do plano infalível do Cebolinha paLa dominaL o mundo? SeLia o Cascão ou há mais amiguinhos?", escreveu Weintraub na postagem.

O crime de racismo, previsto na Lei n. 7.716/1989, implica em conduta discriminatória dirigida a determinado grupo ou coletividade por raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. O inquérito para apurar o suposto crime de racismo foi aberto pelo STF à pedido da Procuradoria Geral da República (PGR).

Notícias relacionadas