Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Brasil

Empresa fabricante de hidroxicloroquina recebeu R$ 20 milhões do BNDES em 2020

Durante a pandemia, Bolsonaro passou a ser um grande defensor do medicamento, mesmo sem eficácia comprovada para o tratamento do coronavírus

[Empresa fabricante de hidroxicloroquina recebeu R$ 20 milhões do BNDES em 2020]
Foto : Carolina Antunes/PR

Por Adele Robichez no dia 04 de Março de 2021 ⋅ 15:40

A Apsen Farmacêutica, principal fabricante de hidroxicloroquina do Brasil, assinou dois contratos de empréstimo com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em 2020. O valor total do crédito é de R$ 153 milhões, que serviriam para investir em pesquisas e ampliar capacidade produtiva. Esse montante é sete vezes maior do que o que era liberado para a empresa nos 16 anos anteriores. A informação é da Folha de S. Paulo.

O primeiro acordo, assinado em fevereiro de 2020, previa o financiamento de R$ 94,8 milhões e o banco desembolsou R$ 20 milhões em março do ano passado. Já o segundo, no valor de R$ 58,9 milhões, assinado em junho, ainda não foi liberado pelo BNDES. A instituição utiliza recursos públicos para oferecer empréstimos com juros abaixo dos praticados pelo mercado.

O presidente da Apsen, Renato Spallicci, é um antigo apoiador de Bolsonaro, que, durante a pandemia, passou a ser um grande defensor do medicamento, mesmo sem eficácia comprovada para o tratamento do coronavírus.

Notícias relacionadas