Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Segunda-feira, 27 de maio de 2024

Home

/

Notícias

/

Brasil

/

Um ano após serem presas injustamente com malas trocadas, brasileiras vão à Europa: "Um marco para nós"

Brasil

Um ano após serem presas injustamente com malas trocadas, brasileiras vão à Europa: "Um marco para nós"

Casal fez a primeira parada em Portugal e participou de uma palestra sobre "Repercussões Jurídicas do Tráfico Internacional de Drogas Utilizando Turistas"

Um ano após serem presas injustamente com malas trocadas, brasileiras vão à Europa: "Um marco para nós"

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Por: Metro1 no dia 10 de abril de 2024 às 10:24

As brasileiras Kátyna Baía e Jeanne Paolini, que foram presas injustamente na Alemanha após terem as malas trocadas por bagagem contendo drogas, anunciaram a primeira viagem à Europa um ano após o ocorrido. 

O casal fez a primeira parada em Portugal e participou de uma palestra na Faculdade de Direito de Coimbra sobre o tema "Repercussões Jurídicas do Tráfico Internacional de Drogas Utilizando Turistas". 

"Essa é nossa primeira viagem para a Europa após a nossa injusta prisão. Essa viagem é um marco para nós", escreveu Kátyna em uma publicação através do instagram na manhã de terça-feira (9).

As brasileiras ficaram cerca de um mês presas. A soltura ocorreu após autoridades alemãs terem analisado vídeos enviados por autoridades brasileiras. Logo após chegarem ao Brasil, em abril de 2023, Kátyna disse à TV Anhanguera que elas foram "mal recebidas, maltratadas pela polícia alemã".

Agora, um ano depois, Kátyna Baía e Jeanne Paolini irão também recuperar as malas e celulares que ficaram presos na Alemanha.