Segunda-feira, 14 de junho de 2021

Brasil

"Eu, aluna de escola pública, abrindo a Bienal do Livro", comemora Bethânia

Baiana e de Santo Amaro, Maria Bethânia marcou a abertura da 24ª edição da Bienal Internacional do Livro de São Paulo, nessa sexta-feira (26). Uma das artistas mais respeitadas da música brasileira, Bethânia se mostrou feliz por participar do evento e destacou o fato de não ter estudado na rede particular de ensino. [Leia mais...]

"Eu, aluna de escola pública, abrindo a Bienal do Livro", comemora Bethânia

Foto: Manu Dias/GOVBA

Por: Camila Tíssia no dia 27 de agosto de 2016 às 17:48

Baiana e de Santo Amaro, Maria Bethânia marcou a abertura da 24ª edição da Bienal Internacional do Livro de São Paulo, nessa sexta-feira (26). Uma das artistas mais respeitadas da música brasileira, Bethânia se mostrou feliz por participar do evento e destacou o fato de não ter estudado na rede particular de ensino.

"Eu, Maricotinha, aluna de escola pública, abrindo a Bienal do Livro. Isso não é lindo?". Essa foi a frase dita pela cantora ao encerrar a apresentação dela, que ainda mandou um "beijinho no ombro" para evidenciar o assunto.

Acompanhada de dois músicos, Paulo Dáfilin (violonista) e Carlos Cesar (percussionista), Bethânia cantou algumas canções e declamou trechos de obras de Mia Couto e Guimarães Rosa, para um público de aproximadamente 850 pessoas.

A cerimônia durou cerca de 1h30 e contou também com discursus do presidente da Câmara Brasileira do Livro, Luís Antônio Torelli, do ministro da Educação, José Mendonça Bezerra Filho e outras autoridades. Com o tema "Histórias em Todos os Sentidos", a Bienal terá 10 dias de programação.

TV METRO

Entrevistas

Ana Cristina Batalha

Em 11 de junho de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
"Eu, aluna de escola pública, abrindo a Bienal do Livro", comemora Bethânia - Metro 1