Brasil

Homem é denunciado por morte de bebê baleado dentro do útero da mãe no Rio de Janeiro

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou à Justiça o responsável pelo disparo do tiro que matou o bebê Arthur, que foi baleado ainda no útero da mãe, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, em julho deste ano. [Leia mais...]

[Homem é denunciado por morte de bebê baleado dentro do útero da mãe no Rio de Janeiro]
Foto : Reprodução

Por Paloma Morais no dia 05 de Outubro de 2017 ⋅ 17:29

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou à Justiça o responsável pelo disparo do tiro que matou o bebê Arthur, que foi baleado ainda no útero da mãe, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, em julho deste ano. Identificado como Romário Conceição da Silva, o homem é acusado pelo crime de aborto provocado por terceiros sem consentimento da gestante.

Romário foi identificado após investigação da Polícia Civil constatar em escutas telefônicas que foram autorizadas pela Justiça, diálogos entre o adolescente, que estava com Romário no crime, e o chefe da quadrilha, contando detalhes dos tiros disparados contra os policiais no local do confronto, e a participação de Romário.

O homem também foi denunciado com Charles Jackson Neres Batista, por tentativa de homicídio a policiais militares (PMs) no mesmo tiroteio que matou a criança, e por corrupção de adolescente, pois ambos são supeitos de aliciar um menor de idade para o tráfico.

Arthur era filho de Claudineia dos Santos Melo. Ela foi baleada, em seu nono mês de gestação, a caminho de um mercado. Segundo a Secretária de Saúde, a bala atravessou o tórax do bebê e atingiu parte de sua orelha. O bebê ficou internado por cerca de um mês, mas não resistiu.

Notícias relacionadas