Brasil

Após pedido de afastamento, ministro da Saúde critica MPF: \"Ação política\"

Alvo de um requerimento de afastamento do Ministério Público Federal (MPF) em Pernambuco, o ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP), criticou o MPF e classificou o pedido contra ele como uma \"ação política\".[Leia mais...]

[Após pedido de afastamento, ministro da Saúde critica MPF: \
Foto : Agência Brasil

Por Paloma Morais no dia 17 de Outubro de 2017 ⋅ 16:28

Alvo de um requerimento de afastamento do Ministério Público Federal (MPF) em Pernambuco, o ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP), criticou o MPF e classificou o pedido contra ele como uma \"ação política\".

\"É uma ação política do Ministério Público, como tantas outras que a gente vê todo dia. Não sou parte desse processo, não sou eu que decido, então a ação é inepta por princípio\", disse Barros. \"Me sinto muito confortável no cargo. Estou produzindo resultados muito positivos para a sociedade como todos veem. Estou muito tranquilo. O reconhecimento do nosso trabalho é unânime. Todos estão satisfeitos com a forma clara e objetiva com que tratamos a saúde\", complementou.

De acordo o MPF, o ministro estaria favorecendo com interesses politicos o estado do Paraná com a transferência de tecnologia da Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás) de Pernambuco para o estado, em que ele é natural. Conforme pedido do Ministério, o contrato firmado entre a União e a Hemobrás deve ser mantido, mas a transferência da tecnologia para processamento de plasma para o Paraná deve ser impedida.

Notícias relacionadas