Brasil

Bolsonaro volta atrás e diz que Coaf continua com Moro

Há quatro dias o presidente havia admitido a mudança para pasta de Paulo Guedes

[Bolsonaro volta atrás e diz que Coaf continua com Moro]
Foto : Rovena Rosa/Agência Brasil

Por Lis Grassi no dia 30 de Abril de 2019 ⋅ 13:40

O presidente Jair Bolsonaro recuou na decisão de retirar o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Justiça e Segurança Pública e passá-lo para o Ministério da Economia. De acordo com o porta-voz do Planalto, Otávio do Rêgo Barros, “a posição do senhor presidente, neste momento, é de manutenção do Coaf junto ao Ministério da Justiça”. Mas, ainda segundo Rêgo Barros, “estudos prosseguem no sentido de analisar se essa decisão inicial do nosso presidente deve ser referendada ou eventualmente retificada”.

Há apenas quatro dias o presidente havia admitido a saída do órgão da pasta do ministro Sérgio Moro para o comando de Paulo Guedes. De acordo com o Estado, a troca fazia parte de uma negociação do governo para aprovar, no Congresso, medida provisória que reorganizou os ministérios.

Notícias relacionadas