Brasil

Moro demite delegado da PF investigado por receber propina

O esquema de propinas a policiais operou entre 2010 e 2015

[Moro demite delegado da PF investigado por receber propina]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Kamille Martinho no dia 20 de Maio de 2019 ⋅ 17:40

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, demitiu o delegado de Polícia Federal Ênio de Paula Salgado, que foi investigado na Operação Inversão por suposto esquema de propinas.

O parecer imputa ao delegado violação dos incisos VIII e IX da Lei nº 4.878, de 3 dezembro de 1965 (regime jurídico dos policiais), ou seja, “praticar ato que importe em escândalo ou que concorra para comprometer a função policial” e “receber propinas, comissões, presentes ou auferir vantagens e proveitos pessoais de qualquer espécie e, sob qualquer pretexto, em razão das atribuições que exerce”.

O esquema de propinas a policiais operou entre 2010 e 2015. Segundo a investigação, a vantagem ilícita era repassada a policiais federais por alvos de inquéritos sobre crimes contra a Previdência.

Notícias relacionadas