Brasil

Ministra do STM aponta 'visível manipulação de provas' no caso dos 80 tiros

Maria Elizabeth Teixeira foi a única a votar pela manutenção da prisão dos nove militares, que acabaram libertados na sexta (24)

[Ministra do STM aponta 'visível manipulação de provas' no caso dos 80 tiros]
Foto : Divulgação

Por Juliana Rodrigues no dia 27 de Maio de 2019 ⋅ 12:40

A ministra do Superior Tribunal Militar (STM) Maria Elizabeth Guimarães Teixeira Rocha apontou "uma tentativa visível de manipulação de provas" no caso da morte do músico Evaldo dos Santos Rosa, que estava em um carro alvo de 80 tiros, e do catador de recicláveis Luciano Macedo, no Rio de Janeiro. Ela foi a única a votar a favor da manutenção da prisão de nove dos 12 militares envolvidos no caso.

Segundo o Estadão, no julgamento, realizado na última quinta (23), a ministra afirmou que no auto de prisão em flagrante os militares apresentaram fotos de veículos alvejados como se fossem os blindados que eles ocupavam no momento da morte do músico. A defesa dos militares nega que tenha havido manipulação.

Após a sessão na qual foi decidida a libertação, por maioria de votos, os militares foram soltos na sexta (24). Os outros três integrantes do pelotão já haviam sido soltos e respondem ao processo em liberdade. No total, foram disparados 257 tiros na ação.

Notícias relacionadas