Brasil

Lula, Palocci e Paulo Bernardo viram réus

Os três são acusados de receber R$ 64 milhões da Odebrecht

[Lula, Palocci e Paulo Bernardo viram réus]
Foto : Reprodução/Jornal Nacional

Por Catarina Lopes no dia 06 de Junho de 2019 ⋅ 17:17

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e os ex-ministros Antônio Palocci Filho e Paulo Bernardo viraram réus, acusados de terem recebido propina de R$ 64 milhões da Odebrecht. A denúncia feita pelo Ministério Público foi aceita ontem (5) pelo juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal.

Os petistas são acusados de corrupção passiva por aceitar esta propina da empreiteira como contrapartida à liberação de US$ 1 bilhão, o que hoje equivale a R$ 4 bilhões, em empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para obras na Angola.

O advogado Cristiano Zanin Martins, da defesa de Lula, afirmou que o seu cliente "jamais solicitou ou recebeu qualquer vantagem indevida antes, durante ou após exercer o cargo de presidente da República".

Notícias relacionadas