Domingo, 28 de novembro de 2021

Brasil

Empresa detectou 135 'pontos críticos' em prédio um mês antes de desabamento

Entre os problemas diagnosticados, havia rachaduras nos pilares, concreto soltando da armação e ferros soltos

Empresa detectou 135 'pontos críticos' em prédio um mês antes de desabamento

Foto: Reprodução

Por: Juliana Rodrigues no dia 18 de outubro de 2019 às 10:00

Um mês antes do desabamento, a síndica do Edifício Andrea solicitou à empresa CAC Engenharia um orçamento para recuperação estrutural. Segundo o G1, Maria das Graças Rodrigues, de 53 anos, que continua desaparecida entre os escombros, havia entrado em contato com a CAC Engenharia por telefone. A vistoria técnica da empresa, feita no dia 19 de setembro, detectou pelo menos 135 pontos com falhas estruturais na área do pilotis, de acordo com o engenheiro Alberto Cunha, que é presidente da empresa.

O orçamento solicitado pela síndica foi entregue no dia 30 último, mas a proposta foi recusada dois dias depois, porque uma concorrente ofereceu o serviço com custo 30% menor. Entre os problemas diagnosticados, havia rachaduras nos pilares, concreto soltando da armação e ferros soltos. A maior parte das falhas estava na casa de bomba, onde é feito o transporte da água da cisterna para a caixa.

Leia mais:

Número de mortos sobe para 6 em desabamento de prédio em Fortaleza

Empresa detectou 135 'pontos críticos' em prédio um mês antes de desabamento - Metro 1