Brasil

Primeira licitação do Consórcio Nordeste tem economia de 30% na compra de medicamentos

Aquisição coletiva gerou uma redução de R$ 48 milhões aos cofres dos governos estaduais

[Primeira licitação do Consórcio Nordeste tem economia de 30% na compra de medicamentos]
Foto : Arquivo / Agência Brasil

Por Metro1 no dia 07 de Novembro de 2019 ⋅ 13:20

O Consórcio Nordeste, que reúne os nove estados da região em contraponto ao governo Jair Bolsonaro, pretende realizar a compra conjunta de dez tipos de medicamentos com economia de aproximadamente 30%.

A primeira licitação, realizada pelo consórcio após sete meses de criação, está em sua fase final e deve ser homologada até dia 15 de novembro. A aquisição coletiva gerou uma redução de R$ 48 milhões aos cofres dos governos estaduais.

Caso os medicamentos, que vão abastecer hospitais públicos da região, fossem comprados individualmente pelos estados, o valor global seria de R$ 166 milhões. Com o mecanismo coletivo, a quantia a ser empregada caiu para R$ 118 milhões.

Notícias relacionadas