Brasil

PF tem provas suficientes para indiciar fazendeiros por queimadas no Pantanal

O Ministério Público Federal (MPF) analisará a questão, e pode ou não denunciar os investigados à Justiça Federal

[PF tem provas suficientes para indiciar fazendeiros por queimadas no Pantanal]
Foto : Mayke Toscano/Secom-MT

Por Kamille Martinho no dia 25 de Setembro de 2020 ⋅ 09:27

A Polícia Federal (PF) já possui provas suficientes para indiciar, pelo menos, quatro fazendeiros pelo início das queimadas na região do Pantanal no Mato Grosso do Sul. Os peritos da instituição encontraram vestígios que indicariam a ação humana nas queimadas nas propriedades ruraise, a partir de imagens de satélite da Nasa e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). As informações são da coluna do jornalista Amaury Ribeiro Jr, no UOL.

Além do material, moradores da região e trabalhadores das fazendas deram depoimentos que reforçam as conclusões. De acordo com a análise, os focos de incêndio tiveram início no dia 30 de junho, quase na mesma hora, em quatro propriedades localizadas na região oeste do rio Paraguai, o que indica uma ação combinada por parte dos fazendeiros.

Segundo as testemunhas, dias antes de mandar seus funcionários colocar fogo nas propriedades, os fazendeiros providenciaram a retirada de todo o gado. 

O Ministério Público Federal (MPF) analisará a questão, e pode ou não denunciar os investigados à Justiça Federal. No último dia 14 de setembro, a PF deflagrou a Operação Matáá com o intuito de buscar os responsáveis pelo fogo nas áreas de preservação do Pantanal sul-mato-grossense.

Notícias relacionadas