Brasil

Em Cúpula da ONU, Bolsonaro volta a culpar sem provas ONGs por crimes ambientais

Na semana passada, em discurso na abertura da Assembleia-Geral da organização, o presidente disse que os incêndios no Pantanal e na Amazônia faziam parte de uma "brutal campanha de desinformação"

[Em Cúpula da ONU, Bolsonaro volta a culpar sem provas ONGs por crimes ambientais ]
Foto : Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Por Geovana Oliveira no dia 30 de Setembro de 2020 ⋅ 18:30

O presidente Jair Bolsonaro voltou a afirmar hoje (30), sem provas, que organizações em parceria com “algumas ONGs" comandam "crimes ambientais" no Brasil e também no exterior. Declaração foi feita na cúpula virtual sobre biodiversidade da Organização das Nações Unidas (ONU).

Na semana passada, em discurso na abertura da Assembleia-Geral da ONU, o presidente havia dito que os incêndios no Pantanal e na Amazônia estão sendo manipulados em uma "brutal campanha de desinformação" para atacar seu governo. Na ocasião, Bolsonaro atribuiu culpa a caboclos e índios.

“Na Amazônia, lançamos a 'Operação Verde Brasil 2', que logrou reverter, até agora, a tendência de aumento da área desmatada observada nos anos anteriores. Vamos dar continuidade a essa operação para intensificar ainda mais o combate a esses problemas que favorecem as organizações que, associadas a algumas ONGs, comandam os crimes ambientais no Brasil e no exterior”, disse o presidente hoje sem apresentar provas ou citar nomes de ONGs.
 

Notícias relacionadas