Brasil

Ministro do Meio Ambiente vira conselheiro de administração de dois aeroportos

Em meio a críticas internas, chefe da pasta ambiental do governo assumiu conselho administrativo dos terminais de Guarulhos-SP e Brasília-DF

[Ministro do Meio Ambiente vira conselheiro de administração de dois aeroportos]
Foto : Carolina Antunes/PR

Por Metro1 no dia 24 de Outubro de 2020 ⋅ 12:00


O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, tomou posse como membro dos conselhos de administração de duas empresas concessionárias de serviço público que administram os aeroportos internacionais de Guarulhos (SP) e de Brasília (DF). Ele foi agraciado em meio a crises de grande repercussão, como os incêndios no Pantanal e na Amazônia, o crescimento do desmatamento na Amazônia Legal e atritos envolvendo o ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos. De acordo com o colunista Rubens Valente, do portal UOL, Salles foi indicado aos cargos pela Infraero, empresa pública federal vinculada ao Ministério da Infraestrutura, comandado pelo ministro Tarcísio Freitas. 

Para que Salles pudesse ocupar o cargo na concessionária GRU Airport, um especialista no setor, o secretário nacional de aviação, Ronei Glanzmann, renunciou à sua posição no Conselho. 

Analista do Banco Central, Glanzmann foi diretor de Políticas Regulatórias da Secretaria Nacional de Aviação Civil de 2011 a 2019 e membro da Comissão de Especialistas para Revisão do Código Brasileiro de Aeronáutica. 

A coluna indagou à Secretaria Nacional de Aviação sobre o motivo da renúncia de Glanzmann. O órgão disse que ele irá ocupar um cargo no aeroporto de Campinas (SP). "O secretário nacional de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura, Ronei Glanzmann, deixou o referido cargo após receber a missão de assumir como membro do conselho de administração do concessionário de Viracopos, uma vez que este aeroporto vem demandando atenção do governo por conta do processo de relicitação que está em andamento." 

Salles e as duas concessionárias, a GRU Airport e a Inframerica, não informaram ao portal UOL a remuneração do ministro do Meio Ambiente nos conselhos. A de Guarulhos disse que o valor pago aos seus nove conselheiros é informado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Notícias relacionadas

[Ex-governador de Sergipe morre aos 79 anos]
Brasil

Ex-governador de Sergipe morre aos 79 anos

Por Adele Robichez no dia 25 de Novembro de 2020 ⋅ 11:30 em Brasil

João Alves Filho estava internado em estado grave no Hospital Sírio Libanês, em Brasília, após sofrer parada cardíaca