Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Cidade

Gabriel Galo lança livros para contar situações inusitadas

Escritor falou sobre os dois mais recentes trabalhos no Jornal da Cidade desta quarta-feira (7)

[Gabriel Galo lança livros para contar situações inusitadas ]
Foto : Divulgação

Por Gabriel Amorim no dia 07 de Abril de 2021 ⋅ 21:30

Gabriel Galo é soteropolitano e se define como “baiano praticante”, embora à distância - já que hoje vive em São Paulo. Formado em administração pela FEA/USP, é empresário, escritor, roteirista, colunista e redator.  Gabriel conversou com Chico Kertesz, James Martins e Danielle Campos durante o Jornal da Cidade de hoje (7)

Autor dos livros "A inescapável breguice do amor" e "Não aperte minha mente" - lançados, juntos, no final de 2020.  “Quando eu estava selecionando o material que eu já tinha escrito eu percebi que tinha duas formas de falar daquilo. Não falo do amor reforçando clichês. Eu falo de situações inusitadas E percebi que haviam outros textos que complementam bem como esse primeiro livro. E aí decidi criar o segundo. Gosto de dizer que esses dois livros andam juntos, tratam dessa dificuldade, dessa necessidade de criar alternativas, de criar novas versões dessa realidade, para torná-la mais palatável, mais viviel”, explica sobre os trabalhos mais recentes 

Além dos livros recém lançados, Galo também escreveu  "Futebol é uma matrioska de surpresas: Contos e crônicas da Copa 2018" - No livro estão reunidos mais de 50 contos e crônicas escritos durante a Copa do Mundo Rússia 2018.”Eu gosto de olhar o futebol de forma diferente, fora do limite das quatro linhas. Tem muita gente muito boa falando de tática e técnica. Eu tento recuperar o aspecto mitológico, aquele lado que fez com que o futebol se tornasse a potência, essa força cultural e social que tem no Brasil. É o olhar humano que eu tento levar para dentro dos meus textos’, explica Galo sobre a relação com o esporte. 
 

Notícias relacionadas