Segunda-feira, 04 de julho de 2022

Cidade

Vídeo: Moradores do Santo Antônio interrompem obra em escada de igreja tombada pelo Iphan

As pessoas pararam a obra porque a intervenção estaria descaracterizando o patrimônio histórico

Vídeo: Moradores do Santo Antônio interrompem obra em escada de igreja tombada pelo Iphan

Foto: Reprodução Instagram @brechodocabral

Por: Rodrigo Meneses no dia 12 de maio de 2022 às 20:10

Moradores do Santo Antônio Além do Carmo interromperam uma intervenção da Conder (Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado) nos degraus de entrada da Igreja do Boqueirão, no Santo Antônio Além do Carmo. O templo foi construído em 1727 e passou por uma grande reforma em 2010. Confira o vídeo ao final desta publicação.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que os moradores interpelam o operário que teria destruído algumas pedras e na sequência conversam com um preposto da Conder. A revolta dos moradores é que a intervenção deveria ser feita por um restaurador e com autorização do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

O preposto da obra nega que tenha dado autorização para o operário quebrar as pedras. "As pessoas não são capacitadas para fazer restauro. O grande problema é esse. Estão colocando rabo de coelho em gato. Isso é um problema seríssimo. Um crime contra o patrimônio histórico da cidade”, afirma um dos moradores.

O ator Fabrício Boliveira está entre as pessoas que questionam a intervenção. "A gente precisa saber quem foi a pessoa que autorizou esse cara a iniciar o serviço. Você disse que não autorizou. O Iphan não autorizou", reclama. 

Em outro momento, um morador promete interromper a obra, caso não haja um projeto de restauro. "Vai ter que ter um projeto de restauro. Vai quebrar toda escada? Nós não vamos deixar. Isso é um absurdo", reclama. "Ou restaura como deve ou vai ficar parada", completa. 

Em resposta ao Metro1, a Conder informou que as pedras removidas da escadaria da Igreja do Boqueirão são de pontos específicos, onde já havia ocorrido reparos em anos anteriores. 

"A companhia ressalta que a solução encontrada para resolver o problema levou em consideração os aspectos históricos, tanto que um especialista em restauração foi contratado para realizar o serviço de recomposição. Vale destacar também que a decisão sobre a necessidade de recuperação da escadaria foi definida, a partir de uma visita técnica conjunta com o Iphan", diz trecho da nota. 

A Conder ainda esclarece a obra faz parte do projeto Pelas Ruas, cujo principal objetivo é proporcionar melhorias na acessibilidade, além da reforma da pavimentação e calçadas em cerca de 300 ruas em todo a região antiga da cidade, incluindo 28 ruas do Centro Histórico de Salvador.    

O órgão também informou que está sendo programada uma reunião com a participação dos moradores e de representantes do Iphan para esclarecer os pontos dos serviços que serão realizados na escadaria. 

 

Vídeo: Moradores do Santo Antônio interrompem obra em escada de igreja tombada pelo Iphan - Metro 1