Cidade

Impasse entre trabalhadores eletricitários e a Coelba chega ao fim

Chega ao fim o impasse entre os trabalhadores eletricitários da Bahia e a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) com a aceitação da proposta feita pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego na Bahia (SRTE/BA), após meses de negociação. [Leia mais...]

[Impasse entre trabalhadores eletricitários e a Coelba chega ao fim]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Jessica Galvão no dia 23 de Fevereiro de 2016 ⋅ 14:55

Chega ao fim o impasse entre os trabalhadores eletricitários da Bahia e a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) com a aceitação da proposta feita pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego na Bahia (SRTE/BA), após meses de negociação.

Na última segunda-feira (22), estiveram presentes na sede do órgão, os representantes do Sindicato dos Trabalhadores Eletricitários da Bahia (SINERGIA) e da Coelba, com o objetivo de ratificar a decisão das assembleias realizadas no sentido de aprovar as cláusulas do acordo coletivo de trabalho 2015/2016 com base nos itens sugeridos, em mesa, pela SRTE/BA. São elas:

- Manutenção das atuais formas de contribuição do plano de saúde, (pagamento mensal do percentual de 4,75% com direito a aposentadoria) juntamente com a inclusão da nova modalidade de custeio do plano de saúde, (mensalidade, ou seja: pré-pagamento, arcada integralmente pela empresa, sem direito à aposentadoria), para vigorarem mutuamente de forma que os novos empregados possam optar entre as duas modalidades;
- Dilatação do prazo, quanto à manutenção dos índices atuais de pagamento (4,75% para os ativos e 15,61% para aposentados), que envolvem o custeio plano de saúde por dois anos, ou seja, até 30.09.2017;
- Apresentação mensal da “Ficha Financeira”, por parte da Coelba aos trabalhadores para acompanhamento.

Segundo José Maria Dutra, Superintendente Regional, a aceitação desta proposta, tanto pela empresa como pelos trabalhadores demonstra a relevância da atuação da Superintendência na mediação de conflitos laborais, através do diálogo com as partes a fim de se chegar a um consenso que atenda aos interesses de todos.

Notícias relacionadas