Cidade

Em votação, professores da rede municipal decidem manter greve em Salvador

Em assembleia realizada nesta sexta-feira (11), desde 9h, no Ginásio dos Bancários, os professores da rede municipal de ensino decidiram pela continuidade da greve, em Salvador. De acordo com informações da APLB- Sindicato, a direção já não é mais a favor da greve, mas a decisão é tomada pela categoria através da votação, que foi concluída por volta das 12h. [Leia mais...]

[Em votação, professores da rede municipal decidem manter greve em Salvador]
Foto : Divulgação / APLB-BA

Por Camila Tíssia no dia 11 de Março de 2016 ⋅ 12:13

Em assembleia realizada nesta sexta-feira (11), desde 9h, no Ginásio dos Bancários, os professores da rede municipal de ensino decidiram pela continuidade da greve, em Salvador. De acordo com informações da APLB- Sindicato, a direção já não é mais a favor da greve, mas a decisão é tomada pela categoria através da votação, que foi concluída por volta das 12h.

A direção do sindicato e os professores segue neste momento, em caminhada, até a Prefeitura Municipal de Salvador. Uma nova assembleia está macada para a próxima sexta-feira (18). 

Os docentes suspenderam as atividades desde o dia 2 nde março e já são 9 dias de movimento. A categoria reivindica a universalização da reserva da jornada de trabalho, equivalente a um terço da carga horária, que deve ser destinada ao planejamento de atividades e formação do profissional. Além disso, eles discutem a notificação judicial recebida pela APLB no final da tarde de quarta-feira (9), por conta da ilegalidade da greve.

Leia mais:

"Vamos agir firmemente", diz Bellintani sobre cortes em salários de professores

Bellintani detalha reserva de jornada dos professores: "Iniciativa pioneira"

Notícias relacionadas