Cidade

Gramado do Farol sofre com descaso e presidente da Ama Barra ironiza: "Lindo para quem gosta do Saara"

O Farol da Barra, um dos cartões postais mais famosos de Salvador, está sendo prejudicado pela pouca atenção dada ao seu gramado, seco há quase um ano. A situação ficou ainda mais grave após o carnaval. A Associação de Moradores da Barra (Ama Barra) aponta a má gestão da Prefeitura de Salvador como responsável pelo caso. [Leia mais...]

[Gramado do Farol sofre com descaso e presidente da Ama Barra ironiza:
Foto : Divulgação/ Ama Barra

Por Luiza Leão no dia 21 de Setembro de 2017 ⋅ 18:57

O Farol da Barra, um dos cartões postais mais famosos de Salvador, está sendo prejudicado pela pouca atenção dada ao seu gramado, seco há quase um ano. A situação ficou ainda mais grave após o carnaval. A Associação de Moradores da Barra (Ama Barra) aponta a má gestão da Prefeitura de Salvador como responsável pelo caso. Durante entrevista à Rádio Metrópole, nesta quinta-feira (21), o presidente da Ama Barra, Waltson Campos, ironizou a situação. "Tá lindo para quem gosta do Saara", opinou.

A culpa é do carnaval?

De acordo com o presidente da associação, as empresas que investem no carnaval de Salvador exploram os bairros, incluindo a Barra, e depois não investem nas localidades. "Empresários do Carnaval exploram, sugam o seu lucro e vão embora, deixando o dano lá. Você vê o gramado do Farol da Barra. Tá lindo, né, para quem gosta do Saara", falou.

"Há um ano ele que está simplesmente desértico. Não existe gramado mais. Desde o início, se a prefeitura consegue negociar com a Ambev, que patrocinou um palco de forma indevida. Na verdade houve autorização do Iphan [ ], o que não deveria ter ocorrido em cima de um talude, que é tombado e faz parte de um monumento. Aquilo ajudou a acabar com o que tinha de pouca esperança de grama que tinha ali. Aí veio o carnaval que é um massacre, né, com milhões de pessoas em cima", disse. "Você chega e não negocia isso. Porque a Ambev vai embora e fica o soteropolitano vendo aquele cartão postal dele daquele estado", acrescentou Waltson Campos.

Em dezembro do ano passado, a Metrópole registrou o gramado ressecado e ausência dele em pontos do farol.



Para o empresário Fernando Kelsch, que é morador da Barra e frequentador da orla do bairro, a situação de descaso se agravou após o carnaval. "Eu acho um descaso horrível. Aquilo ali é um absurdo, né? No carnaval armaram um palanque lá e estragaram a grama toda. Usaram o espaço, degradaram tudo e foram embora", disse.

Ainda de acordo com Kelsch, a falta de atenção com o gramado prejudica a prática de atividades físicas na região do Farol da Barra. "Já que é um dos pontos mais bonitos da cidade fica aquela coisa horrorosa, né? Uma coisa é você chegar lá e ter uma grama verdinha. Outra coisa é ter barro. Se tiver ventando sobe a poeira, mela todo mundo, entra areia nos olhos. É horrível. É um problema. Eu já passei por isso lá", contou.

 

Notícias relacionadas

[Salvador ganha Prêmio Nacional do Turismo]
Cidade

Salvador ganha Prêmio Nacional do Turismo

Por Marcela Vilar no dia 05 de Dezembro de 2019 ⋅ 10:40 em Cidade

Secretário municipal de Cultura e Turismo recebeu o prêmio ontem (4) pelo projeto Visit Salvador da Bahia