Cidade

ACM Neto acredita que saída de Teich se deu pela falta de condições de trabalho

Para ACM Neto, é "inacreditável a descontinuidade de trabalho na gestão federal num setor crucial, o que vem prejudicando todo o país"

[ACM Neto acredita que saída de Teich se deu pela falta de condições de trabalho]
Foto : Divulgação

Por João Brandão no dia 15 de Maio de 2020 ⋅ 14:02

O prefeito de Salvador, ACM Neto, avaliou com preocupação a saída do ministro da Saúde, Nelson Teich, anunciada hoje (15). Segundo ele, fica evidente que o desligamento de Teich decorreu da falta de condições para que o ex-ministro pudesse conduzir o seu trabalho de forma técnica, priorizando a ciência ao invés da política. 

“A política não pode prevalecer sobre a ciência quando se trata da vida dos brasileiros”, afirmou.
 
Para ACM Neto, "é inacreditável a descontinuidade de trabalho na gestão federal num setor crucial, o que vem prejudicando todo o país". 

“Por exemplo, Salvador ainda não teve os seus leitos de UTI habilitados. Até agora todas as despesas estão sendo arcadas com recursos municipais. Essa descontinuidade administrativa é muito ruim e prejudicial. A saída do ministro Nelson Teich dificulta ainda mais a relação com o governo federal para o enfrentamento ao coronavírus", disse.

Notícias relacionadas