Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Editorial

MK questiona posição do DEM diante de possível apoio a Bolsonaro; ouça

Em comentário na Rádio Metrópole, na manhã de hoje, Mário Kertész também falou sobre o vazamento do número do celular do presidente Jair Bolsonaro

[MK questiona posição do DEM diante de possível apoio a Bolsonaro; ouça]
Foto : Matheus Simoni / Metropress

Por Metro1 no dia 11 de Fevereiro de 2021 ⋅ 08:50

Em comentário na Rádio Metrópole, na manhã de hoje (11), Mário Kertész questionou qual será a posição do partido Democratas em 2022. Uma reportagem publicada hoje pelo jornal O Estado de S. Paulo aponta que a maioria da bancada do DEM está com as pautas governistas e defende a reeleição do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na contramão do posicionamento do presidente nacional do partido, ACM Neto.

"Quero ver como é que Neto, presidente do partido, vai se ver com isso. Inclusive, ele está lutando para que o vice-governador de São Paulo [Rodrigo Garcia], que é do DEM, não saia do partido. E certamente, João Doria deve estar querendo que ele saia, porque Doria vai se desincompatibilizar para se candidatar a presidente da República, ao que tudo indica, e não vai querer passar o governo para um democrata, a não ser que o DEM o apoie para a presidência da República. Não é à toa que antes de ontem, Neto jantou com ele lá no Palácio dos Bandeirantes", disse MK.

Outro assunto do comentário foi o vazamento de dados que pode ter exposto mais de 100 milhões de contas de celular, incluindo a do presidente Jair Bolsonaro. "Como é que o Gabinete de Segurança Institucional permite que o presidente da República tenha os dados do telefone dele vazados? Já foi primeiro outro vazamento, de CPF, o cacete a quatro. O pessoal tá sabendo tudo aí", afirmou.

Ouça o comentário completo:

Notícias relacionadas