Editorial

Mário Kertész diz que coronavírus pode ser 'provação' a Bolsonaro e deseja recuperação

MK criticou cópia do slogan nazista e tentativa de transformar Brasil numa 'ilha'

[Mário Kertész diz que coronavírus pode ser 'provação' a Bolsonaro e deseja recuperação]
Foto : Matheus Simoni/Metropress

Por Metro1 no dia 07 de Julho de 2020 ⋅ 10:00


Mário Kertész comentou a possibilidade do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) estar infectado pelo coronavírus e desejou que o chefe do Executivo tenha pronta recuperação. Em comentário na manhã de hoje (7) na Rádio Metrópole, ele afirmou que não compactua com quem deseja a morte do presidente.

"Hoje vai ter a contraprova do exame e vamos saber se ele está infectado e o grau de infecção que ele tem. Tem muita gente no 'Ah, que bom'. Não, eu não desejo mal a ninguém, ninguém. Muito menos ao presidente Bolsonaro. Talvez, se ele tiver que passar por isso, seja uma provação para ele aprender alguma coisa. Espero que não, espero que a gente consiga que o presidente mude, mesmo contra a vontade dele, entendendo o mecanismo de uma República, que tem outros poderes e que é possível viver com outros poderes. Por que não? Mesmo com a ideologia dele e pensamento de ultra-direita. O povo brasileiro o elegeu assim, não tem porque tem a gente ficar com agonia com isso. Vamos esperar", afirmou. 

Ainda no comentário, MK falou sobre o slogan "Brasil Acima de Tudo, Deus Acima de Todos", utilizado por Bolsonaro durante a campanha eleitoral em 2018. Ele rejeitou a hipótese de que seria uma campanha utilizada por outro candidato no passado. "Isso é uma cópia traduzida literalmente do slogan nazista. Deutschland über alles, que é Alemanha Acima de Tudo. É a mesma coisa que Donald Trump usa. Esse nacionalismo exacerbado, no momento em que a economia global é toda interdependente, é como se quisesse que o Brasil virasse uma ilha", criticou. 

Ainda de acordo com Mário Kertész, a tentativa de adotar uma postura ultranacionalista e negacionista traz resultados negativos para o país. "Aqui a gente resolve tudo e a terra é plana. Não é nada disso e a gente sabe. Esses arroubos servem para motivar pessoas que pensam assim e que se entusiasmam com Brasil acima de tudo e Deus acima de todos. Quando a gente vê mais de 65 mil brasileiros mortos pela Covid-19 e por falta de uma ação coordenada e pacífica do governo federal, que há mais de 50 dias não tem um ministro da Saúde, você não pode acreditar que essas pessoas acreditem e vivam realmente isso que Deus está acima de tudo. Se Deus, misericordioso, está acima de todos nós, nós também precisamos ser misericordiosos", comentou.

Notícias relacionadas