Editorial

MK repudia proposta de congelamento de aposentadorias: 'O que Paulo Guedes pensa da vida?'

"Imagine, você, aposentado que votou em Bolsonaro, vai me dizer o quê?", questionou, em comentário na Rádio Metrópole

[MK repudia proposta de congelamento de aposentadorias: 'O que Paulo Guedes pensa da vida?']
Foto : Matheus Simoni / Metropress

Por Metro1 no dia 15 de Setembro de 2020 ⋅ 08:18

Após homenagear o médico, professor e ex-governador da Bahia Roberto Figueira Santos, que completa 94 anos nesta quarta (15), Mário Kertész comentou os principais destaques do noticiário nacional na Rádio Metrópole. Ele se disse "alarmado" com a possibilidade de congelamento da aposentadoria por dois anos, proposta pelo Ministério da Economia para bancar o programa de assistência social Renda Brasil.

"Ora, Bolsonaro sempre foi contra o Bolsa Família. Tudo bem, ele viu que é necessário que se assista essa população carente e miserável que vive no Brasil. Mas querer tirar dinheiro dos aposentados? Se fosse dizer assim 'vou tirar dinheiro de quem tem aposentadoria superior ao teto máximo', por que não faz isso? Não... Congelar durante dois anos! O bujão de gás diminuiu o preço, como eles informaram? O arroz, tudo bem, daqui a pouco deve baixar, suponho, feijão também, gasolina que ia baixar, o gás ia ser não sei quantos reais e tá lá na estratosfera, e ainda se pensa na possibilidade de congelar durante dois anos o salário dos aposentados. Só isso... Não precisa dizer mais nada, né? O que é que a gente pode dizer? O que Paulo Guedes pensa da vida? O posto Ipiranga tem cada vez menos produtos, né? (...) Cadê o trilhão que ia entrar das privatizações? Cadê o crescimento? Quando começou a quebrar o pau aqui no Brasil com a pandemia, Guedes disse que o Brasil tinha uma dinâmica própria. Só se for pra baixo, crescendo como um rabo de cavalo", ironizou.

MK não deixou de pontuar a possibilidade de derrubada do veto ao projeto que perdoa R$ 1 bilhão em dívidas de igrejas. "A bancada evangélica diz que tem votos para derrubar o veto. O próprio presidente veta uma lei emprenhada em outra lei e diz que se fosse deputado ou senador, votaria para derrubar o veto. Ele disse que não pode sancionar porque seria crime de responsabilidade fiscal. Os líderes da bancada evangélica disseram que vão derrubar e botar mais coisa. Agora, pra fazer o Renda Brasil tem que tirar dos aposentados. Imagine, você, aposentado que votou em Bolsonaro, vai me dizer o quê da vida?", disse.

Ouça o comentário completo:

Notícias relacionadas

[MK comenta denúncias contra Marinho e Paes; ouça]
Editorial

MK comenta denúncias contra Marinho e Paes; ouça

Por Metro1 no dia 09 de Setembro de 2020 ⋅ 08:32 em Editorial

Em comentário na Rádio Metrópole, Mário Kertész avaliou que o uso de investigações como retaliação política "mostra os tempos que nós estamos vivendo"