Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Quinta-feira, 23 de maio de 2024

Home

/

Notícias

/

Esportes

/

Revista Quem nega ter colaborado com o pagamento da fiança de Daniel Alves

Esportes

Revista Quem nega ter colaborado com o pagamento da fiança de Daniel Alves

O veículo tinha sido acusado por uma jornalista espanhola de ter envolvimento na saída do jogador da prisão, na última segunda-feira (25)

Revista Quem nega ter colaborado com o pagamento da fiança de Daniel Alves

Foto: Marco Galvão/CBF

Por: Metro1 no dia 01 de abril de 2024 às 18:59

Atualizado: no dia 02 de abril de 2024 às 07:51

Após ter sido acusada de pagar a fiança do jogador Daniel Alves em troca de uma entrevista exclusiva, a revista Quem negou, nesta segunda-feira (1°), ter assumido o compromisso e colaborado financeiramente com a saída do atleta condenado por estupro.

Daniel Alves saiu da prisão na última segunda (25), após pagar o total de € 1 milhão, o equivalente a R$ 5,4 milhões. O suposto envolvimento do veículo de comunicação no pagamento da fiança foi divulgado durante o programa ‘Fiesta’, da rede de televisão espanhola Telecinco.

“Parece ser que a revista, muito conhecida no Brasil, a revista Quem, pertencente ao Grupo Globo, em troca de uma reportagem que está sendo realizada na casa de Daniel Alves, teria adiantado este 1 milhão de fianças”, afirmou a jornalista Marísa Martín Blasquez, colaboradora do programa.

Em nota, a revista brasileira desmentiu a acusação e afirmou que não paga por reportagens “dado ao caráter jornalístico”. “Sobre a fake news que está sendo compartilhada de que a Quem teria arcado com a fiança do jogador Daniel Alves, gostaríamos de esclarecer que ela não corresponde à verdade e não pagamos por qualquer reportagem produzida, dado seu caráter jornalístico”, diz um trecho do posicionamento.

“Também nunca fomos procurados por Marisa Martín Blázquez, do programa ‘Fiesta’, da TV espanhola, para confirmação da veracidade das informações. Seguimos acreditando que o bom jornalismo jamais terá espaço para reportagens pagas”, conclui a nota.