Esportes

'Parece fácil jogar o campeonato baiano, mas não é', diz Argel após triunfo

O técnico Argel Fucks falou sobre a atuação do Vitória neste domingo (5), diante do Atlântico, pelo Campeonato Baiano 2017, no Barradão. O comandante rubro-negro exaltou a marca atingida pelo Leão, que chegou a seis triunfos em seis jogos. Para ele, mesmo com a invencibilidade, o elenco ainda pode render mais. "Nossa equipe está tentando melhorar a cada jogo. Parece fácil jogar o campeonato baiano, mas não é'. [Leia mais...]

['Parece fácil jogar o campeonato baiano, mas não é', diz Argel após triunfo]
Foto : Divulgação/ECV/Maurícia da Matta

Por Matheus Simoni no dia 05 de Março de 2017 ⋅ 18:30

O técnico Argel Fucks falou sobre a atuação do Vitória neste domingo (5), diante do Atlântico, pelo Campeonato Baiano 2017, no Barradão. O comandante rubro-negro exaltou a marca atingida pelo Leão, que chegou a seis triunfos em seis jogos. Para ele, mesmo com a invencibilidade, o elenco ainda pode render mais. "Nossa equipe está tentando melhorar a cada jogo. Parece fácil jogar o campeonato baiano, mas não é. É importante salientar que não tomamos gols nos últimos quatro jogos. São dados que fortalecem a nossa equipe. Demos um passo importante hoje", afirmou.

Argel falou sobre a atuação do adversário e exaltou a postura ofensiva do Atlântico. "O adversário veio bastante fechado hoje, tentando buscar o contra-ataque. Mudamos hoje um pouco a forma de jogar. Tivemos dois meias e dois atacantes, dois jogadores rápidos na frente. O adversário se postou bem, fez duas linhas de quatro e se fechou. O adversário tem seus méritos. É muito difícil fazer o primeiro gol. No futebol moderno, o adversário se fecha mais ainda depois de tomar um gol", comentou. 

O comandante rubro-negro também ressaltou a importância do jogo contra o Vasco pela Copa do Brasil no meio de semana. "A motivação é diferente. Há jogadores bons nos dois lados. O Anderson Barros conhece o trabalho do Vitória, assim como a gente conhece o trabalho dele. A responsabilidade é dividida. Às vezes, o time grande tem a obrigação de vencer o time pequeno. Mas isso não acontece mais. Tiveram times grandes saindo na primeira fase. Acredito que um jogo grande vai ajudar a melhorar o nosso trabalho", comentou o técnico.

Notícias relacionadas