Esportes

Pleno do STJD aumenta multa a Paulo Carneiro e mantém punições a Léo Ceará e Vico

Agora, o presidente do Vitória terá que pagar R$ 61 mil por ter acompanhado o jogo ao lado do gramado, invadido o campo no intervalo para reclamar da arbitragem e, aos gritos, ameaçar e ofender o meia Vinícius

[Pleno do STJD aumenta multa a Paulo Carneiro e mantém punições a Léo Ceará e Vico]
Foto : Vinicius Simoni/Metropress

Por Metro1 no dia 30 de Setembro de 2020 ⋅ 18:43

O Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) manteve hoje (30) as suspensões dos atacantes Vico e Léo Ceará, assim como a do presidente do Vitória, Paulo Carneiro, e aumentou R$ 40 mil a multa para o dirigente rubro-negro por causa dos fatos ocorridos no jogo contra o Ceará, pela terceira fase da Copa do Brasil, de acordo com o site Globo Esporte. Agora, PC terá que pagar R$ 61 mil.

Vico permanece suspenso por um jogo por reclamar da expulsão ocorrida no jogo contra o Ceara. O atacante deixou o campo após cometer um pênalti e se dirigir ao árbitro para se queixar do lance. Já Léo Ceará pegou dois jogos de gancho por ter levado o cartão vermelho direto ainda no primeiro tempo da partida em questão, após troca de agressões com o volante Charles.

Vico e Léo Ceará desfalcam o Vitória na partida contra o Operário, marcada para sexta-feira, no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa, pela 13ª rodada da Série B. Diante da possibilidade de condenação, o centroavante sequer foi relacionado.

Paulo Carneiro acompanhou o jogo ao lado do gramado, o que não é permitido pelo protocolo da Confederação Brasileira de Futebol, e invadiu o campo no intervalo para reclamar da arbitragem. Na saída, aos gritos, ele ameaçou e ofendeu o meia Vinícius, que começava a dar entrevista. 

Notícias relacionadas

[Carol Solberg recorre de advertência ao Pleno do STJD]
Esportes

Carol Solberg recorre de advertência ao Pleno do STJD

Por Luciana Freire no dia 19 de Outubro de 2020 ⋅ 22:00 em Esportes

Na última terça (13), em julgamento em primeira instância, ela foi condenada, por três votos a dois, por descumprir regulamento, ao falar "Fora Bolsonaro" após uma partid...