Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Justiça

Maioria do STF rejeita queixa-crime do Greenpeace contra o ministro do Meio Ambiente

Salles acusou a ONG de ser responsável pelo derramamento de óleo em praias do Nordeste

[Maioria do STF rejeita queixa-crime do Greenpeace contra o ministro do Meio Ambiente]
Foto : Lula Marques

Por Luciana Freire no dia 26 de Novembro de 2020 ⋅ 16:30

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votou pela rejeição de uma queixa-crime do Greenpeace contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. A informação foi divulgada pelo site G1.

O Greenpeace acionou o STF por entender que foi alvo de difamação do ministro. Salles acusou a ONG de ser responsável pelo derramamento de óleo em praias do Nordeste.

A maioria dos ministros seguiu o voto da relatora do caso, Cármen Lúcia, pela rejeição da ação. Segundo a ministra, o Supremo tem entendimento consolidado de que a prática dos crimes de injúria e calúnia somente é possível quando a vítima é pessoa física.

Salles afirmou, por meio de uma rede social, na época, que o Greenpeace deveria explicar a razão de ter navios próximos ao litoral quando as manchas de óleo surgiram, e classificou os ativistas de "ecoterroristas", "terroristas", "greenpixe”.

 

Notícias relacionadas