Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Justiça

Justiça determina quebra de sigilos de hackers suspeitos de atacar sistema do TSE

PF e o TSE avaliam que a tentativa de ataques no primeiro turno foi responsável pela instabilidade nos serviços do e-Título

[Justiça determina quebra de sigilos de hackers suspeitos de atacar sistema do TSE]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Luciana Freire no dia 30 de Novembro de 2020 ⋅ 16:00

A Justiça Eleitoral do Distrito Federal determinou a quebra dos sigilos dos dados de e-mail dos três brasileiros que são investigados por suposto ataque hacker ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A informação foi divulgada pelo site G1.

Um hacker português também é suspeito de ter participado do ataque. O português teria enviado um link do TSE para os brasileiros em um chat.

No sábado (28), uma operação da PF e da polícia portuguesa prendeu em Portugal um hacker, cidadão português de 19 anos, que já estava há seis meses em prisão domiciliar no país por outros crimes cibernéticos.

A PF e o TSE avaliam que a tentativa de ataques no primeiro turno foi responsável pela instabilidade nos serviços do e-Título, aplicativo utilizado para justificar a ausência na votação e que apresentou problemas na votação do dia 15.

Notícias relacionadas