Segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Justiça

Procuradoria abre inquérito civil para investigar suspeita de pedido de propina em vacinas por Roberto Dias

No dia 7 deste mês, Roberto Dias prestou depoimento à CPI e chegou a sair preso

Procuradoria abre inquérito civil para investigar suspeita de pedido de propina em vacinas por Roberto Dias

Foto: Agência Senado

Por: Geovana Oliveira no dia 23 de julho de 2021 às 15:41

A Procuradoria da República no Distrito Federal abriu inquérito civil nesta sexta-feira (23) sobre o suposto pedido de propina por parte de Roberto Ferreira Dias, ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde. De acordo com a portaria, o inquérito tem como objetivo "apurar possíveis atos de improbidade administrativa praticados pelo então diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, e outros agentes públicos e privados”.

Em reportagem do jornal Folha de S.Paulo, o policial militar Luiz Paulo Dominghetti Pereira, representante da empresa Davati Medical Supply, disse que Dias cobrou a propina em um jantar em um restaurante de Brasília no dia 25 de fevereiro. Na CPI da Covid no Senado, Dominghetti repetiu a acusação e disse que esteve no ministério três vezes para tratar da proposta da venda.

No dia 7 deste mês, Roberto Dias prestou depoimento à CPI e chegou a sair preso. O presidente da CPI da Covid deu voz de prisão para o ex-diretor de logística do Ministério da Saúde após virem à tona, em reportagem da CNN, áudios que desmentem a versão de Dias sobre encontro acidental com o cabo da Polícia Militar Luis Paulo Dominguetti em que o policial diz que o ex-diretor pediu propina de um dólar por dose de vacina.

Procuradoria abre inquérito civil para investigar suspeita de pedido de propina em vacinas por Roberto Dias - Metro 1