Justiça

BRF tenta acordo de leniência com MPF em investigações de operação

A empresa é acusada de corrupção, falsificação de produtos e outros crimes

[BRF tenta acordo de leniência com MPF em investigações de operação]
Foto : Reprodução / Folha

Por Lara Ferreira no dia 17 de Outubro de 2018 ⋅ 21:30

A empresa BRF, dona das marcas Sadia e Perdigão, iniciou tratativas para selar acordo de leniência com o Ministério Público Federal e o Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União. 

As negociações são referentes a crimes investigados na Operação Carne Fraca, que foi deflagrada pela Polícia Federal no ano passado. A ação descobriu pagamento de propinas a servidores do Ministério da Agricultura por grandes frigoríficos do país, em troca de favores. 

Executivos da BRF foram indiciados por corrupção, crimes contra a ordem econômica e falsificação de produtos alimentícios, entre outros. A operação teve forte impacto sobre o setor, chegando a afetar exportações brasileiras, por suspeitas sobre qualidade e controle sanitário dos produtos. 

Notícias relacionadas