Sábado, 27 de novembro de 2021

Justiça

'Queremos trazer o TJ-BA para o século 21', diz desembargadora Cynthia Resende

Ao lembrar a crise enfrentada pela Corte após a operação Faroeste, candidata à presidência da Corte defende uma Justiça "forte, equilibrada, eficiente, célere e honesta"

'Queremos trazer o TJ-BA para o século 21', diz desembargadora Cynthia Resende

Foto: Divulgação/ AMAB

Por: Metro1 no dia 28 de novembro de 2019 às 12:18

A desembargadora Cynthia Maria Pina Resende, candidata à presidência do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), afirmou, em nota à imprensa, que pretende trazer a Corte para o século 21.

Ao lembrar a crise enfrentada pela Corte após a operação Faroeste, ela defende uma Justiça "forte, equilibrada, eficiente, célere e honesta".

Cynthia defende resgatar a integridade e implantar sistemas que assegurem a transparência das demandas das empresas e cidadãos que recorrem à proteção da justiça.

“Neste momento, nossa instituição centenária que tanto orgulha baianos e brasileiros atravessa uma crise que ameaça sua credibilidade. Precisamos retomar a confiança da Corte, e acredito que este é um compromisso dos egrégios colegas que integram o Tribunal”, disse.

Ela lembra a experiência bem sucedida como corregedora das Comarcas do Interior, cargo para o qual foi eleita para o biênio 2016-2018. No posto, realizou 200 visitas regimentais a todas as comarcas do estado e lançou o projeto “Parceiros Pela Justiça”, em busca de maior aproximação entre o TJBA e a população baiana. 

“O resultado deste trabalho foi a análise de 271.701 processos, com a baixa de 107.532 deles, além de 56.402 sentenças proferidas. Realizamos audiências públicas e levamos uma estrutura móvel para praças públicas, onde recebemos partes e advogados para atendimento, orientação e até resolução dos casos na hora, desde que estivessem efetivamente prontos para julgamento”, declarou.

'Queremos trazer o TJ-BA para o século 21', diz desembargadora Cynthia Resende - Metro 1